Encontro de Esperantistas no Vale do Paraíba - Lorena/SP

NÃO PERCAM

Transporte disponível

Mais informações








Encontro de Esperantistas no Vale do Paraíba - Lorena/SP


Quando: 5 de junho de 2016
Onde: Faculdade Salesiana de Lorena (UNISAL) - Rua Dom Bôsco, 284

AERJ e KKE organizam uma caravana para o encontro em Lorena. Interesados entrem em contato para receber informações.




A E R J

      A Associação Esperantista do Rio de Janeiro (AERJ) é uma associação cultural sem fins lucrativos, fundada em 30 de março de 1942.


     Seus principais objetivos são o ensino, a divulgação e o fomento do uso, no Rio de Janeiro, da língua internacional Esperanto.



SEJA SÓCIO DA AERJ

(Saiba Mais)

CALENDÁRIO ANUAL DE EVENTOS DA AERJ

(Saiba Mais)

RECEBA EM SEU GRUPO A AERJ ITINERANTE



DESCUBRA O ESPERANTO

Mais fácil

Todos os que aprenderam o Esperanto e uma outra língua étnica ou nacional confirmam: o Esperanto é mais fácil de aprender. Isso porque ele possui menor quantidade de regras e pode-se considerá-las como sem exceção. Além disso é fácil formar palavras a partir de radicais e afixos, multiplicando o vocabulário. Não se pode precisar quantas vezes o Esperanto é mais fácil, porque isso depende da pessoa, mas geralmente se aprende entre um quinto e um terço do tempo que se usa para aprender outras línguas.

Mais neutro
O Esperanto não pertence a uma nação, povo ou cultura específica e, portanto, é mais neutro para a comunicação internacional e funciona bem como língua ponte entre diversos povos. Contudo, ele não é uma língua sem cultura, mas sim com uma cultura própria e internacional. O Esperanto não é ligado a uma nação.


Mais justo
Todos os estudantes de Esperanto têm o potencial para atingir um alto nível nele e para se comunicar com outros em um nível semelhante, do ponto de vista linguístico. Isso independe de língua materna e, inclusive, aqueles que falam o Esperanto desde o berço (falantes nativos) não são privilegiados por um nível quase inalcançável. Por isso, o Esperanto é mais justo do que as outras línguas nacionais.