ARTA VESPERO - 09/07/2016

em Niterói

NÃO PERCAM


Mais informações








RODA DE CONVERSAÇÃO (Konversacia Rondo)

ÀS SEXTAS-FEIRAS DE 11 ÀS 13 HORAS.

VENHA MELHORAR SUA FLUÊNCIA NA NOSSA AMADA LÍNGUA.





CURSO DE ESPERANTO

À partir do dia 29 de junho, de 18:00 às 19:30h, a Associação Esperantista do Rio de Janeiro - AERJ oferecerá curso básico de Esperanto. Duração: 4 meses. Certificado no final do curso: mínimo de 75% de presença.

Investimento: R$ 60,00 mensais - material incluso.

Associados da AERJ em dia com a mensalidade e familiares e alunos de escolas públicas tem desconto de 50%.

As inscrições podem ser feitas aqui, por e-mail (disvastigo.aerj []gmail.com) ou no próprio local (Rua Teófilo Otoni, 135, Grupo 302 - Centro - RJ Próximo a Estação do Metrô - Uruguaiana).

VIVA A ARTE!

Em parceria com o Clube de Esperanto de Niterói (NITEK), a Associação Esperantista do Rio de Janeiro organiza um evento artístico no Centro Cultural Maria Sabina, sob a coordenação artística da samideanino (e artista) Neide Barros. O evento acontecerá no dia 9 de julho, das 17:00 às 18:30 e ao final um delicioso lanche estará disponível. O convite está sendo vendido à R$20,00 e já se planeja uma caravana carioca para o centro cultural, localizado em Niterói.
Vale salientar que o objetivo do evento, além de vivificar a arte no movimento e proporcionar uma confraternização, é de ajudar financeiramente as argonizações, a saber NITEK e AERJ
Para mais informações, envie email para disvastigo.aerj[]gmail.com ou clique aqui.




A E R J

      A Associação Esperantista do Rio de Janeiro (AERJ) é uma associação cultural sem fins lucrativos, fundada em 30 de março de 1942.


     Seus principais objetivos são o ensino, a divulgação e o fomento do uso, no Rio de Janeiro, da língua internacional Esperanto.



SEJA SÓCIO DA AERJ

(Saiba Mais)

CALENDÁRIO ANUAL DE EVENTOS DA AERJ

(Saiba Mais)

RECEBA EM SEU GRUPO A AERJ ITINERANTE



DESCUBRA O ESPERANTO

Mais fácil

Todos os que aprenderam o Esperanto e uma outra língua étnica ou nacional confirmam: o Esperanto é mais fácil de aprender. Isso porque ele possui menor quantidade de regras e pode-se considerá-las como sem exceção. Além disso é fácil formar palavras a partir de radicais e afixos, multiplicando o vocabulário. Não se pode precisar quantas vezes o Esperanto é mais fácil, porque isso depende da pessoa, mas geralmente se aprende entre um quinto e um terço do tempo que se usa para aprender outras línguas.

Mais neutro
O Esperanto não pertence a uma nação, povo ou cultura específica e, portanto, é mais neutro para a comunicação internacional e funciona bem como língua ponte entre diversos povos. Contudo, ele não é uma língua sem cultura, mas sim com uma cultura própria e internacional. O Esperanto não é ligado a uma nação.


Mais justo
Todos os estudantes de Esperanto têm o potencial para atingir um alto nível nele e para se comunicar com outros em um nível semelhante, do ponto de vista linguístico. Isso independe de língua materna e, inclusive, aqueles que falam o Esperanto desde o berço (falantes nativos) não são privilegiados por um nível quase inalcançável. Por isso, o Esperanto é mais justo do que as outras línguas nacionais.